top of page

'De tanto coçar os olhos desenvolvi ceratocone e perdi 70% da visão'

Ana Laura Guimarães, 23, descobriu o ceratocone nos dois olhos com 17 anos. A suspeita seria de tanto coçar os olhos, ao ter uma predisposição genética para a doença ocular que acabou desenvolvendo. Ela já precisou passar por dois procedimentos cirúrgicos e, atualmente, depende de lentes especiais para enxergar.


Ana Laura, recebeu o diagnóstico do ceratocone sem histórico da doença na família, a explicação médica foi de que o problema ocular ocorreu principalmente porque ela coçava os olhos com muita frequência.


Os principais sintomas associados à essa condição ocular são: visão turva, dificuldade em enxergar a noite, sensibilidade à luz e necessidade frequente de trocar a prescrição do óculos, como vinha acontecendo com Ana Laura antes do diagnóstico.


O que provoca coceira nos olhos é a alergia, tanto a ocular isolada quanto a associada com outros casos como a Rinite. Esse ato faz uma pressão repetida sobre a córnea e pode enfraquecer a estrutura, levando não apenas ao Ceratocone, como também pode provocar descolamento de retina, úlcera de córnea e outras complicações.


Quem tem muita coceira nos olhos, deve ser acompanhado por um oftalmologista em conjunto com um alergista para iniciar um tratamento efetivo.


Olho não foi feito para coçar, muito menos limpar por baixo da pálpebra como esse segundo vídeo, alto risco de infecção e descolamento 😳😨


-------------------------------------------------------------------------------------


Dra. Bianca Valduga Guareschi | CRM/PR 35673 e RQE 25735

Especialista em Retina Clínica e Cirúrgica

Comments


bottom of page